África do Sul: Decidi e fui!


Images dos meus primeiros passos – e medos! – na África do Sul

Como se o mundo fosse uma bola, eu escolhi um ponto. Não tão por acaso: eu queria um continente onde não conhecesse ninguém e que pudesse colocar à prova minha capacidade de, tal como o Fênix, começar do zero e alçar vôo. Queria cortar o cordão umbilical imaginário e viver um tempo sem o conforto do que me é familiar. Por muitos anos acreditei que as conquistas da minha vida eram apenas sorte ou coincidência e não um pouco de mérito e um tanto de esforço.

Escolhi a África do Sul, pelo fascínio que exercia no meu imaginário e por ser completamente diferente de tudo que já vi e vivi. A natureza exuberante, a prática da língua inglesa e a existência de uma competição incrível de ciclismo foram os ingredientes que faltavam para eu criar o meu mais ousado plano: 2 meses completamente sozinha com minha bike e meus pensamentos. Como aprendi com amigos da estrada, coloquei prazos e me esmerei para cumpri-los. E assim foi: no meu aniversário de 42 anos eu estava com as passagens aéreas compradas – de ida e de volta. Para aumentar o desafio, um pouco antes conheci uma pessoa incrível que me fez renovar as esperanças no amor. Contudo, era muito cedo para mudar de planos… E eu fui. Em pouco mais de 4 meses eu estava cruzando o Oceano Atlântico rumo ao desconhecido. Os últimos dias na terra brasils foram de choros intensos e emoções a flor da pele. Parecia uma pegadinha do Universo. Eu estava vivendo um amor lindo e indo para longe dele. Indo para o assustadoramente desconhecido. Da minha variada e imensa rede de contatos, não completou os dedos de uma mão as pessoas que não disseram que eu estava louca e me colocando em perigo. Mas eu fui. Algo no fundo do meu coração me dizia que eu precisava passar por esta prova para acreditar mais em mim, no mundo e ser merecedora de uma nova – renovada – vida.

A chegada em Johhanesburg – ainda em uma excitação que misturava terror e entusiasmo – não foi das melhores. Eu podia simplificar, mas quis complicar. Para quê pegar um Uber se  podia experimentar o Gautrain? Com 2 alforges, minha fiel bicicleta ( desmontada para o voo)  e uma mochila, resolvi fazer uma peregrinação intermodais do aeroporto até o meu hostel. Estava quase tudo dando certo, se não fosse a minha cara de gringa e nervosismo e ansiedade que me impediram de respirar e acabei acreditando no primeiro policial assustado que disse que a área era muito perigosa e me colocou no táxi mais próximo. Cheguei no local do pernoite e fui novamente advertida dos riscos  – de morte! – que corria se ousasse sair do quarteirão. Ainda sem saber, aceitei a informação e me senti muito esquisita ao circular por uma ilha de estabilidade e segurança – Maboneng –  em meio ao território sem lei, segundo meus hosts. Mas a aventura estava apenas começando. Eu ainda nem tinha montado a minha bike…um pouco de cautela com certeza não me faria mal. Assim, meus primeiros passos na África do Sul foram limitados, quase um desfile, para lá e para cá… as primeiras conversas, foram com artesãos do Zimbabwe expressando todo meu encantamento com as suas artes feitas de miçangas. Aliás, as primeiras, segundas, terceiras….eu amo conversar – não importa o idioma! – e o Oásis onde eu estava confinada estava repleto de gente e arte.

                Dormi apenas uma noite em Johannesburg. Minha primeira noite no Continente Africano. Dormi, sonhei, acordei…e o sonho começou a acontecer. Com a ajuda da incrível Lilian (minha Uber driver) eu embarquei para outra grande viagem a bordo do mítico Shosholoza Meyl – um trem popular, antigo e deliciosamente lento que me levaria a Cape Town em ritmo de contemplação.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s