Tensa, intensa e com intenção

Fechei os olhos e pedi um favor ao vento: Leve tudo o que for desnecessário. Ando cansada de bagagens pesadas… -Daqui para frente apenas o que couber no bolsa e no coração.” – Cora Coralina

Eu tive um chefe com quem aprendi muito – inclusive sobre mim – que dizia: a Carol é coração…toma para si as dificuldade e desafios….ao invés de xingar, fica em silêncio, depois pedala uns 100 Km e faz as pazes com o mundo, volta dócil e segue tranquila…

Na última semana pedalei 200Km e nadei mais de 30…e mesmo assim parece que o coração não acalmou muito…Meu último mês foi um turbilhão de emoções: meu peito parecia pequeno para tanta emoção: decidi dar um basta com o que não estava de acordo: mudar de emprego, mudar de vida…e ainda por cima tinha no meu horizonte um marco com data marcada: o desafio de cruzar o Estreito de Bósforo a nado, da Àsia para a Europa.

Como todo coração que se preze, não fui capaz de separar as coisas…minha última tarefa profissional se misturou com os treinos e com a ansiedade de se lançar a um mundo novo, tal como um paraquedista que se lança no céu confiando que o paraquedas abrirá…as chances de não dar certo, são mínimas, mas sempre existem!

E assim eu organizei uma maratona internacional, na reta final segui 40 horas sem dormir na adrenalina e necessidade de preparar tudo com a perfeição da última vez, fiz de tudo para tentar manter os cinco treinos semanais de cerca de 5Km e tentei não perder o folêgo ao pensar que no mesmo dia que embarcava para a Turquia estava também cumprindo as últimas formalidades do meu desligamento da empresa e alvará definitivo de liberdade. É claro que não consegui treinar, mas nem por isso desisti: vida da atleta amadora – pensei com meus botões – o trabalho em primeiro lugar e assim que der faço uma intensiva para recuperar. Fiz. E cá estou eu, na Turquia. Faltam 15 dias para a travessia e neste meio tempo tenho pela frente turismo e treinos na Grécia. Parece um conto de fadas…e meu chefe tinha razão: sou coração. E mais: coração tenso, intenso e cheio de intenções…esqueci as mágoas e cruzei o Oceano Atlântico…o mundo tão relativo das aulas de geografia agora para mim é bem concreto. Chorei quando abri a janela do avião e percebi que sobrevoava a Costa Africana. Agora também o que aprendi nas aulas de história também faz pulsar o coração…e de repente o Saara se impõe na paisagem…majestoso. E a viagem está só começando. Quando a noite estrelada e de lua radiante me mostrou um pouco das flores de Istambul, e o vento tremulou as bandeiras alvi rubras novamente tive que respirar muito fundo e tentar segurar o coração dentro do peito…a emoção está em todos os poros! Mas, afinal, para que segurar? Sou assim…e viva a vida!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s