Onde mora a felicidade

Estava cansada de tudo e desiludida de muito e resolvi fazer uma queda de braço com o Universo…confesso que adoro desafiá-lo. Coloquei prazos e comprei passagens.O Universo sentiu minha determinação e começou a me conceder antigos sonhos, mas nem assim eu desisti. No globo repleto de possibilidades escolhi um lugar onde não conhecia ninguém, queria mesmo começar do zero, coração aberto, sem pré-conceitos….Escolhi a Africa do Sul. E a reação da grande maioria dos meus amigos, foi dizer que eu estava louca….Mas eu fui. E saí pedalando de casa. Nos ultimos dias, estava quase acreditando na maioria, achando que estava mesmo meio fora da razão, eu chorava muito…e foi num destes choros, no ombro do meu amor, olhando o último por do sol antes de partir que ele me disse: “não se preocupe, são só dois meses …”Eu acreditei. Saimos pedalando e por coincidência, um grupo de ciclistas estava realizando um passeio em direção ao Aeroporto naquele fim de tarde, início de noite. Nos somamos a eles. E eles viam a minha bicicleta carregada e perguntavam para onde eu estava indo. Eu ria de mim mesma respondendo que meu destino era a Africa do Sul. Parecia piada, mas, afinal, toda a viagem começa em algum lugar…e a minha começou ali! Foi uma linda despedida da cidade. E também um sinal de que eu estava no caminho! Não é fácil viajar sozinha com um bicicleta para o completo desconhecido, muito menos chegar em um novo continente, novo horário, novo idioma e velhos medos…Nos primeiros dias, eu estava encantada com a beleza dos cenários, mas ainda desacreditando em mim. Quando eu compartilhava meus planos de viajar de bike e indagava as pessoas sobre a viabilidade disto, eu ouvia o mesmo que ouço aqui no Brasil: “é muito perigoso, você está louca! Mulher, sozinha? Nem pensar!” Então, eu fui fazendo testes, como uma criança, passo a passo…cada dia eu avançava uma praia, ousava um pouco mais… Fui ganhando confiança, aprendendo o idioma, entendendo que o desconhecido assusta tanto as pessoas quanto a ideia de colocar um sonho em prática. Fui aprendendo a pedalar na mão inglesa usando a máxima que manterei para a vida: o lado correto é sempre o mais próximo do coração.E assim, com borboletas no estômago, chegou o primeiro dia da minha cicloviagem. Eu fiz “apenas” 45 quilometros, mas já entendi que tudo que eu precisava não eram 2 alforges cheios de coisas, e sim um coração cheio de sonhos e sentimentos. E isso eu tinha. Tenho. Transbordante! E sempre lutarei para manter! A cicloviagem seguiu, e isto são-serão!- outras histórias…No caminho encontrei gente maravilhosa e carinho verdadeiro, fui capaz de me sentir em casa, mesmo estando em outro continente. Se eu chorava antes de partir, de medo, quando chegou a hora de voltar eu já estava chorando de novo, desta vez de alegria! Foi pedalando e acordando praticamente todo dia em um novo lugar que descobri onde a felicidade se esconde: não é na roupa, nem na coisa, muito menos no horizonte… ela está no coração e irradia pelos poros, brilha nos olhos…é ela que deixa o mundo mais bonito! Foram só 2 dois meses e eu aprendi a vida. Voltei para a casa, que não faz diferença nenhuma, e para os braços do meu amor – que esteve sempre comigo… Voltei com a leveza de co-habitar com a felicidade e entender que ela está sempre junto quando permitimos a sua presença! 

3 comments

  1. Essa mulher é demais!! Ela nos inspira e nos encanta con sua simplicidade, com seu coração puro e sua alma de criança. Não foi em vão que escolhemos ela para ser dinda do nosso bem mais precioso, nosso filho Mateus!! E sua dedicação e amor com ele, bem, não tem nem como medir. É certamente do tamanho das aventuras e descobertas que ela faz por esse mundão….. Te amamos, Carol!!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s